VEM PRO GOOGLE

VOCÊ ENCONTROU O QUE QUERIA? PESQUISE. Nas guias está a matéria que interessa a você.

TENTE OUTRA VEZ. É só digitar a palavra-chave.

TENTE OUTRA VEZ. É só digitar a palavra-chave.
GUIAS (OU ABAS): 'este blog', 'blogs interessantes', 'só direito', 'anotações', 'anotando e pesquisando', 'mais blogs'.

sábado, 9 de junho de 2012

COMARCA DE ROLIM DE MOURA PARTICIPA DA CAMPANHA "CRACK, NEM PENSAR"

Servidores do núcleo psicossocial da comarca de Rolim de Moura estão participando da campanha "Crack, nem pensar", desenvolvida pela promotoria de justiça e executada, também, em parceria com a Delegacia Regional de Policia Civil, 4ª CIA do 4º Batalhão da Polícia Militar, escolas estaduais e municipais. O projeto tem por objetivo construir diversos canais de informações e orientações acerca da prevenção ao uso do crack e do álcool, além de buscar o engajamento das famílias, escolas, município e estado para fazerem desta questão que tanto tem ocasionado mazelas para sociedade de um modo geral.

A campanha também é feita com a finalidade de conscientizar o cidadão rolimourense, que longe das drogas e do consumo excessivo do álcool terá melhor qualidade de vida, bem como os espaços públicos livres de usuários e negociadores dessas drogas poderão ser usufruídos de maneira mais saudável e ambientados familiarmente. Para este mês, e os demais ao longo deste ano, serão promovidos ciclo de palestras, pit stop, passeio ciclístico e seminário de segurança.
Segundo informações do Ministério Público e da polícia, em Rolim de Moura, o número de delitos contra o patrimônio aumentou em razão da necessidade destas pessoas manterem o vício ao crack. O Juizado da Infância também vem sentindo forte presença da participação da população infanto-juvenil relacionada com o vício.
Preocupados com a problemática, alunos do 8º período de Psicologia da Faculdade de Rolim de Moura - FAROL também estão engajados com a causa. De acordo com a psicóloga do Poder Judiciário de Rondônia, Suélen Johnson, ações promovidas por meio de palestras, nas escolas de ensino médio, tem sido executadas. Os temas "Drogas", "Sexualidade Humana", "Déficit de atenção e Hiperatividade" e "Cidadania e Direitos Humanos" são levados aos alunos. "É importante a participação de todos, pois somente unidos conseguiremos obter resultados positivos", destacou.
Fonte: Assessoria de Comunicação Institucional do TJRO
Postar um comentário

ITANHAÉM, MEU PARAÍSO

ITANHAÉM, MEU PARAÍSO
A vida sempre vale a pena. Viva! Simples assim.

Quem sou eu

Minha foto

Da capital, já morei entre verde e bichos, na lida com animais e plantas: anos de injeção, espinho de ouriço, berne, parto de égua e curva de nível, viveiros, mudas, onde encontrei tempo para lecionar inglês, alfabetizar adultos e ler livros, na solidão do mato. 

Paixões se sucederam e convivem até hoje: Contabilidade, Economia, Arquitetura (IMES, MACK), a chácara e, afinal, o Direito (FDSBC, cursos e pós graduações). No Judiciário desde 2005, planto, replanto, reciclo, quebro paredes, reconstruo, estudo, escrevo e poetizo, ao som de passarinhos, que cantam nossa liberdade.

Não sou da cidade, tampouco do campo. Aprendiz, tento captar o que a vida oferece, para que o amanhã seja melhor. Um mundo melhor, sempre.

Agora em uma cidade mágica, em uma casa mágica, na qual as coisas se transformam e ganham vida; mais e mais vida. Minha cidade-praia-paraíso, Itanhaém.

Nesta casa de espaços amplos e um belo quintal, que jamais é a mesma do dia anterior, do minuto anterior (pois a natureza cuida do renovar a cada instante o viço, as cores, flores, aromas e sabores) retomei o gosto pelo verde, por releituras de espaços e coisas. Nela planto o que seja bom de comer ou de ver (ou deixo plantado o que Deus me trouxe), colho, podo, cozinho os frutos da terra, preparo conservas e invento pratos de combinações inusitadas, planejo, crio, invento, pinto e bordo... sonho. As ideias brotam como os rebentos e a vida mostra-se viva, pulsante.

Aqui, em paz, retomo o fazer miniaturas, componho terrários que encantam, mensagens de carinho representadas em pequenas e delicadas obras. 

Muito prazer! Fique à vontade, passeie um pouco: questões de Direito, português, crônicas ("causos"), jardinagem e artesanato. Uma receita, uma experiência nova, um redescobrir. 

Pergunte, comente, critique, ok? A casa é sua e seu comentário será sempre bem-vindo.

Maria da Gloria Perez Delgado Sanches

MARQUINHOS, NOSSAS ROSAS ESTÃO AQUI: FICARAM LINDAS!

MARQUINHOS, NOSSAS ROSAS ESTÃO AQUI: FICARAM LINDAS!

Arquivo do blog