VEM PRO GOOGLE

VOCÊ ENCONTROU O QUE QUERIA? PESQUISE. Nas guias está a matéria que interessa a você.

TENTE OUTRA VEZ. É só digitar a palavra-chave.

TENTE OUTRA VEZ. É só digitar a palavra-chave.
GUIAS (OU ABAS): 'este blog', 'blogs interessantes', 'só direito', 'anotações', 'anotando e pesquisando', 'mais blogs'.

sexta-feira, 27 de março de 2009

Tribunal de Justiça desenvolve projeto “Família Acolhedora”

O Tribunal de Justiça de São Paulo está desenvolvendo, juntamente com a Prefeitura de São Paulo e o Instituto de Terapia Familiar, o “Programa Família Acolhedora”, com a finalidade de promover a guarda temporária de crianças e adolescentes alojados em abrigos municipais, com prognóstico de retorno a suas famílias.
Uma família ou indivíduo cadastrado em um dos Centros de Referência da Assistência Social, da Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social, pode receber até duas crianças, depois de cadastrado e capacitado para participar do projeto. Cada família acolhedora recebe uma ajuda de custo de um salário mínimo.
O objetivo é proporcionar assistência material, ética, de saúde e educacional, em regime de guarda provisória, priorizando ações para retorno à família de origem. O trabalho minimiza o sofrimento do afastamento da família, diminui os prejuízos emocionais e psíquicos, bem como o número de crianças nos abrigos da rede municipal.

Os interessados em participar do “Família Acolhedora” devem ser maiores de 21 anos, ter 16 anos de diferença mínima entre as crianças e/ou adolescentes, não podem estar inscritos no cadastro de adoção, precisam residir na cidade de São Paulo há no mínimo dois anos e em região sob a jurisdição dos fóruns de Santo Amaro e Pinheiros, unidades do TJSP no projeto. Os candidatos não podem ter antecedentes criminais.
É importante que o interessado tenha tempo para cuidar da criança e participar das ações do projeto. Os demais membros da família também devem aceitar a acolhida. Enquanto a família acolhedora fica com a criança/adolescente, profissionais de Assistência Social e Psicologia fazem um trabalho de acompanhamento, interação e estreitamento dos laços da criança com a família de origem, possibilitando aos pais reassumirem seus filhos.

Veja os endereços de onde é possível se cadastrar:

Centros de Referência da Assistência Social:

- Butantã – Rua Ulpiano da Costa Manso, 201 – Jd. Peri Peri Telefone: 3749-1394
3ª e 5ª feiras, das 8h às 14h30

- Campo Limpo – Rua Baptista Crespo, 312 – Campo Limpo Telefone 5841-0102
5ª feiras, das 13 às 17 horas e 6ª feiras, das 9 às 13 horas

- Capela do Socorro – Rua Cassiano dos Santos, 270 – Vila Cliper Telefone: 5668-1888
5ª feiras, das 9h ao meio-dia

- Cidade Ademar – Av. Yervant Kissajikian, 416 – Cidade Ademar Telefone: 5670-7000, ramal 7044
4ª feiras, das 8h ao meio-dia.

- M’Boi Mirim – Av. Guarapiranga, 1265 – M’Boi Mirim Telefone: 5514-4531, ramais 144/132
3ª feiras, das 10 às 16 horas

-Parelheiros – Av. Sadamu Inoue, 52525 – Jd. Dos Álamos Telefone: 5926-6500
4ª feiras, das 8h ao meio-dia.

-Pinheiros – Av. das Nações Unidas, 7.123 – Pinheiros Telefone: 3034-0868
3ª feiras, das 8 ao meio-dia e das 13 às 17 horas

- Santo Amaro – Rua Padre José de Anchieta, 646 – Santo Amaro Telefone: 5687-4194
3ª feiras, das 8 ao meio-dia e das 13 às 17 horas


fonte: www.tj.sp.gov.br/noticias
Postar um comentário

ITANHAÉM, MEU PARAÍSO

ITANHAÉM, MEU PARAÍSO
A vida sempre vale a pena. Viva! Simples assim.

Quem sou eu

Minha foto

Da capital, já morei entre verde e bichos, na lida com animais e plantas: anos de injeção, espinho de ouriço, berne, parto de égua e curva de nível, viveiros, mudas, onde encontrei tempo para lecionar inglês, alfabetizar adultos e ler livros, na solidão do mato. 

Paixões se sucederam e convivem até hoje: Contabilidade, Economia, Arquitetura (IMES, MACK), a chácara e, afinal, o Direito (FDSBC, cursos e pós graduações). No Judiciário desde 2005, planto, replanto, reciclo, quebro paredes, reconstruo, estudo, escrevo e poetizo, ao som de passarinhos, que cantam nossa liberdade.

Não sou da cidade, tampouco do campo. Aprendiz, tento captar o que a vida oferece, para que o amanhã seja melhor. Um mundo melhor, sempre.

Agora em uma cidade mágica, em uma casa mágica, na qual as coisas se transformam e ganham vida; mais e mais vida. Minha cidade-praia-paraíso, Itanhaém.

Nesta casa de espaços amplos e um belo quintal, que jamais é a mesma do dia anterior, do minuto anterior (pois a natureza cuida do renovar a cada instante o viço, as cores, flores, aromas e sabores) retomei o gosto pelo verde, por releituras de espaços e coisas. Nela planto o que seja bom de comer ou de ver (ou deixo plantado o que Deus me trouxe), colho, podo, cozinho os frutos da terra, preparo conservas e invento pratos de combinações inusitadas, planejo, crio, invento, pinto e bordo... sonho. As ideias brotam como os rebentos e a vida mostra-se viva, pulsante.

Aqui, em paz, retomo o fazer miniaturas, componho terrários que encantam, mensagens de carinho representadas em pequenas e delicadas obras. 

Muito prazer! Fique à vontade, passeie um pouco: questões de Direito, português, crônicas ("causos"), jardinagem e artesanato. Uma receita, uma experiência nova, um redescobrir. 

Pergunte, comente, critique, ok? A casa é sua e seu comentário será sempre bem-vindo.

Maria da Gloria Perez Delgado Sanches

MARQUINHOS, NOSSAS ROSAS ESTÃO AQUI: FICARAM LINDAS!

MARQUINHOS, NOSSAS ROSAS ESTÃO AQUI: FICARAM LINDAS!

Arquivo do blog